Cotidiano Masculino

Posts tagged ansiedade

Corpo e Bem Estar / Publieditorial

Massagem Relaxante ou Desportiva: qual a diferença?

Quando o assunto é cansaço e dores musculares, a primeira coisa que pensamos é “preciso de uma massagem”, não é mesmo?

A massagem, feita por um bom profissional, vai muito além de um simples momento relaxante. E neste post vamos mostrar quais as principais diferenças entre a massagem relaxante e a massagem desportiva.Massagem Desportiva

A massagem desportiva, tem como principal objetivo encontrar e desfazer regiões tensas, chamadas de micro lesões e dores musculares, causadas devido algum esforço muscular – como um treino na academia por exemplo – ou por permanecer na mesma posição por um longo período – como horas no carro dirigindo.

Mas afinal, qual é a diferença entre uma massagem relaxante e uma massagem desportiva?

A principal diferença entre as duas técnicas é a maneira e pressão na qual os pontos de dor são massageados.

A massagem relaxante normalmente é feita apenas com as mãos e tem o intuíto de reduzir o estresse e a ansiedade, perfeito para quem vive na correria do dia a dia.

Massagem Desportiva 2

Já na massagem desportiva é utilizado equipamentos rígidos, aliviando o atrito entre os músculos e tendões. Nessa técnica pode ser necessário suportar um incômodo por alguns instantes, mas a recompensa vale a pena!

Esse tipo de massagem é a mais indicada para quem pratica atividades físicas com frequência, e é considerada um tratamento de extrema importância para atletas profissionais e amadores, como uma forma de prevenção e tratamento de dores e lesões.

Além das massagens relaxantes e desportivas, existem diversas outras técnicas que auxiliam na saúde física e mental do homem, como as massagens sensuais.

O site Guia de Massagem, oferece um guia de serviços que permite encontrar profissionais e clínicas relacionados a cada técnica e ainda filtrados por região, como por exemplo, massagistas em Natal.

Em breve volto com mais novidades! 😉

Corpo e Bem Estar

5 dicas para começar a meditar em casa

Hoje em dia somos bombardeados por notícias e informações o tempo todo. E, na maioria das vezes, notícias negativas, cobranças que acabam nos deixando ansioso e nervoso, não é mesmo?

Isso acaba influenciando o nosso humor e reflete no desenvolvimento do trabalho, estudos e até mesmo do sono.

Mas existem técnicas que podem minimizar a ansiedade e nos deixar ainda mais conectado com nosso corpo e mente. E é justamente sobre isso que vamos falar neste post: meditação.

Meditação

Além de ajudar na redução do estresse e ansiedade, a meditação também tem efeitos comprovados na melhora da qualidade do sono, da concentração e da memória. Em tempos de incertezas, ansiedade e excesso de informação, como o que estamos vivendo no momento, a prática se torna ainda mais necessária. Por isso separamos 5 dicas que vão te ajudar a começar a meditar em casa. Confira!

 


Aposte em aplicativos de meditação guiada


Meditação 4

Atualmente, há diversas opções de aplicativos, vídeos e sites com meditações guiadas. “Esses áudios são uma ótima aposta para quem nunca praticou, pois ajudam a manter a mente atenta, uma vez que a tendência é que ela se distraia com facilidade”, diz Carla Barrichello, gerente da área de Ciências do Bem-Estar da Natura.

A Natura criou, em 2018, o aplicativo Meditação Natura (gratuito e disponível nos sistemas Android e iOS), que conta com um programa de treinamento de oito semanas, onde a ideia é que a prática seja realizada diariamente nesse período, sugestões de meditações guiadas rápidas de acordo com o seu objetivo naquele momento (como dormir melhor, ter atenção plena na respiração, lidar com a raiva, entre outros) e áudios com sons da natureza que levam ao relaxamento.

 


Descubra qual é o seu horário ideal para meditar


É comum ouvirmos dizer que o melhor horário para a meditação é o período da manhã, de preferência bem cedinho. Mas, assim como qualquer outra atividade, isso pode variar de pessoa para pessoa. Para se manter fiel à prática e conseguir realizá-la com frequência, o importante é meditar no horário que se encaixa na sua rotina – seja ele de manhã, à tarde ou à noite.

 


Saia da cama


Para fazer a meditação, é preciso que o corpo esteja relaxado, porém, atento. Por isso, o aconselhado é realizar a prática na posição sentada, e de preferência fora da cama.

O ideal é encontrar uma posição confortável, mas que permita que o corpo se mantenha desperto. Uma excelente forma é sentado em uma cadeira, com os pés apoiados no chão, ou sentado no chão com as costas apoiadas na parede ou no sofá, por exemplo.

 


Procure um local tranquilo


Meditação 3

Pode ser o quarto, a sala, a varanda… o importante é que o ambiente que você escolher para meditar seja calmo, sem muito barulho, e só seu. Caso tenha mais pessoas no ambiente, avise-as que você está meditando para que elas não te interrompam.

 


Foque na respiração


Ter dificuldade para diminuir o fluxo de pensamentos é normal. Por isso, a respiração é uma ferramenta importante para ocupar a sua mente e trazer a sua atenção sempre ao momento presente. Quando se distrair, traga o foco para sua respiração: sinta o ar entrando e saindo pelas narinas, o movimento que o corpo faz na inspiração e na expiração, a temperatura do ar ao entrar e sair.

 

Agora é só aproveitar as dicas, colocar em prática e relaxar! 🙂