Cotidiano Masculino

Entretenimento

Crítica do Filme: Liga da Justiça

Chegou mais um fim de semana e, para você que não vai viajar, temos uma ótima dica de cinema!

Fomos conferir o novo filme da DC “Liga da Justiça” e vamos contar tudo para você, mas claro, SEM SPOILER!

O novo vilão é o Lobo da Estepe (Ciarán Hinds, Mance Rayder em Game of Thrones), como já sabíamos por causa de cenas pós-crédito de outros filmes da franquia, que aterriza em nosso mundo com a intenção de destruir tudo com suas caixas maternas.

Lobo da Estepe deixa em apuros os atlantis, as amazonas e os homens, que por sua vez não conseguem se unir para evitar a invasão.

Bruce Wayne (Ben Affleck) consumido pelo remorso da morte de Superman (Henry Cavill) e ainda tendo firme sua crença na salvação da humanidade, reúne um time de super-heróis para salvar o mundo mais uma vez e derrotar o novo vilão.

Batman recorre a Diana Prince (Gal Gadot) e juntos buscam e recrutam meta-humanos, assim criam a Liga da Justiça – Batman (Ben Adffleck), Mulher-Maraviha (Gal Gadot), Aquaman (Jason Momoa), Cyborg (Ray Fisher) e Flash (Ezra Miller).

O novo time de super heróis deve se organizar para enfrentar esse novo mal, sem a ajuda do Superman, e salvar a humanidade da invasão alienígena.

Fomos assistir ao filme com certa insegurança, Mulher Maravilha foi um bom filme (como vocês podem conferir no post que fizemos sobre o filme clicando aqui), mas Batman x Superman e Esquadrão Suicida deixaram um pouco a desejar. Porém, em linhas gerais a DC produziu um ótimo filme!

Existe a seriedade característica dos filmes da marca, no entanto, com a chegada de Flash e Aquaman algumas piadas e cenas cômicas nos são apresentadas, o que dá mais leveza ao filme.

Jason Momoa veio com tudo e está mais forte do que nunca. Impossível não lembrar de sua atuação em Game Of Thrones como Drogo, pois o jeito rebelde, violento, selvagem, mas no entanto amoroso e altruísta, também fazem parte da proposta desse Aquaman.

Ezra Miller responde bem ao papel, sendo aquela pessoa que ainda não sabe se é adulto ao adolescente, rindo quando não deve, fazendo piadas e sendo inseguro quanto aos seus poderes de Flash. Se você assistiu a série com Grant Gustin talvez sinta um pouco de incomodo com esse personagem, pois os atores transmitem suas singularidades para os personagens, mas acredito que Erza realizou um bom trabalho.

Ray Fisher tem uma boa presença, não é seu filme de estreia na franquia DC, mas é o papel de maior atuação. Como Cyborg, inicialmente tem dificuldades de se ajustar ao uso de seus poderes e junto com Aquaman forma a dupla dos “do contra” que não querem fazer parte da equipe, mas nada que a doce Diana não consiga reverter.

Ben Affleck está como no outro filme da franquia, porém mais gordinho e seu figurino não ajudou muito nas cenas. Sou suspeita para falar pois meu Batman favorito sempre será Christian Bale. Mas, os brinquedos destrutivos de Batman estão cada vez melhores e mais criativos e nesse filme o “você não tem poderes, só é rico” acaba pegando um pouco para o lado dele. Cabe lembrar que o filme se passa 20 anos após sua saída da Liga das Sombras e início de sua jornada como vigilante de Gotham.

Já Gal Gadot está incrível e ainda mais entrosada com o papel, quando comparado ao filme da Mulher-Maravilha. Suas cenas são cheias de ação e ela está tirando de letra a personagem.

Quanto a Diana e Bruce, será que ainda sai namoro? Fica a pergunta no ar.

O filme possui duas semas pós-crédito e sim, vale a pena esperar para ver!

Não falarei nada sobre Superman, se não será SPOILER.  Assista ao filme e descubra você mesmo! 😉

Deixe um comentário